in , , , , , , , ,

“Impulsionada” pela pandemia, RMS se prepara para rivalizar com a capital

A última edição da internacional Foreign Direct Investment Strategy, publicação do grupo Financial Times, foi categórica: o município de Sorocaba está entre as cinco principais cidades da América com melhor custo-benefício para receber investimentos

 13/08/2021 – Compartilhe! Foto: Arquivo / Cidade Sorocaba

Para Paulo Paiva, consultor empresarial, os últimos anos mostraram a vocação de desenvolvimento das outras regiões metropolitanas do Estado

A última edição da internacional Foreign Direct Investment Strategy, publicação do grupo Financial Times, foi categórica: o município de Sorocaba está entre as cinco principais cidades da América com melhor custo-benefício para receber investimentos. Entre as primeiras colocadas do ranking, que contou com a avaliação de 42 cidades do continente, também aparece Ribeirão Preto, responsável por outra importante Região Metropolitana de São Paulo.

Se a escolha pode ter surpreendido algumas pessoas, com certeza não foi uma novidade para os cidadãos dos municípios citados. Quem vê de perto o desenvolvimento dessas cidades, principalmente nos últimos anos, sabe que o interior como um todo tem boas perspectivas para o futuro.

“Principalmente em Sorocaba, a pandemia serviu como uma verdadeira mola propulsora para o desenvolvimento nos próximos anos”, avalia Paulo Paiva, consultor e diretor da Contexto Gestão Empresarial. Durante os 17 anos acompanhando as empresas da região, o especialista viu de perto as diversas mudanças de cenários e está otimista pelo futuro. “Com a nova situação proposta pela pandemia, como a adoção de trabalho remoto, muitas pessoas se viram livres para morarem mais distantes da capital, ou até mesmo começarem negócios em outros locais. Isso contribuiu para uma mudança no comportamento e até na perspectiva da região.”

Foto: Fábio Augusto

O primeiro mercado impactado por essa mudança de paradigma foi o imobiliário. Durante o segundo semestre de 2020, a busca por imóveis fora da capital disparou, principalmente a procura por casas de campo de alto padrão, que aumentou 600%, segundo a Bossa Nova Sotheby’s, empresa especializada no segmento de alto padrão.

Na tração da nova demanda, importantes novidades já estão aparecendo aos poucos. Nas margens da Rodovia Castello Branco, além das constantes obras e terraplanagens, surgem novas e modernas opções de paradas capazes de atender ao público mais exigente. Já a Rodovia Raposo Tavares, ministrada pela Concessionária CCR ViaOeste, acelera o processo de duplicação das vias de rolamento na busca por mais segurança.

“Para consolidar essa nova realidade, não bastam as obras de infraestrutura. As empresas precisam estar preparadas para acolher esse novo padrão de exigência, que engloba tanto os consumidores, quanto os colaboradores”, ressalta o consultor. “Ainda hoje, eu atendo grandes instituições da região que não estão se preocupando em modernizar seus processos, não compreendem que a concorrência pode estar chegando nos próximos anos com uma mentalidade mais ousada. A fronteira do interior não é mais a mesma de 20 anos atrás. Competitividade e excelência serão virtudes buscadas por aqui”.

 Cidades para prestar atenção

Além de Sorocaba, existem outras cidades da Região Metropolitana que podem aproveitar da nova onda. Para o consultor, os primeiros locais que podem passar por transformações são os locais de mais fácil acesso à capital.

“São Roque e Araçariguama têm mostrado um potencial empresarial e industrial relevante. Além do shopping de alto padrão e o aeroporto internacional, a região já confirmou o Villa XP (empreendimento imobiliário da XP Inc.) e está em constante evolução para se tornar um polo industrial”, avalia Paulo Paiva. “Você encontra em Porto Feliz e Araçoiaba da Serra condomínios de luxo, como A Fazenda Boa Vista e o Lago Azul, que têm se transformado em opções reais de moradia para um público selecionado”.

Se para os mais jovens, que estão entrando no mercado de trabalho, o futuro recente guarda boas novidades. Para os mais velhos, é só a retomada de uma vocação histórica. Quem conhece a importância da linha férrea Sorocabana para o desenvolvimento econômico do país, sabe que era uma questão de tempo para a região retomar o protagonismo e entrar no trilho do desenvolvimento idealizado por Maylasky.

O que você achou?

Escrito por CidadeSorocaba

Fundo Municipal de Cultura de Votarantim lança edital de 50 mil reais para projetos artísticos

Real digital reduzirá ainda mais uso de dinheiro em papel