in , ,

Pesquisa aponta que 76% da população apoia isolamento

Instituto Datafolha entrevistou, por telefone, mais de 1.500 pessoas nos três primeiros dias deste mês

No levantamento também foram questionadas coisas como o fechamento de comércio, suspensão de aulas e quanto tempo o isolamento deve durar. Foto: divulgação

 

06/04/2020 – Uma pesquisa Datafolha questionou a população sobre o isolamento imposto por autoridades para conter o avanço do novo coronavírus. O resultado foi publicado nesta segunda-feira (06) no jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com o levantamento, 76% dos brasileiros acreditam que o mais importante neste momento é deixar as pessoas em casa. A pesquisa aponta ainda que 18% querem acabar com o isolamento e 6% não souberam responder. O instituto entrevistou, por telefone, 1.511 pessoas entre os dias 1º e 3 de abril. A margem de erro da pesquisa é de três pontos.

No levantamento também foram questionadas coisas como o fechamento de comércio, suspensão de aulas e quanto tempo o isolamento deve durar. Veja abaixo os resultados sobre medidas de isolamento:

 

 O que é mais importante neste momento

-Deixar as pessoas em casa: 76%

-Acabar com o isolamento das pessoas: 18%

-Não sabe: 6%

 

 Opinião sobre comércio não essencial

-Deveria continuar fechado: 65%

-Deveria ser reaberto: 33%

-Não sabe: 2%

 

Opinião sobre aulas

-Deveriam ficar suspensas: 87%

-Deveriam voltar: 11%

-Não sabe: 2%

 

Opinião sobre proibição de sair de casa para quem não trabalhe em serviço essencial

-A favor: 71%

-Contra: 26%

-Não sabe: 2%

-Indiferente: 1%

 

Quantos dias mais vai durar o isolamento?

-Até 10 dias: 12%

-De 11 a 15 dias: 20%

-De 16 a 20 dias: 7%

-De 21 a 30 dias: 26%

-31 dias ou mais: 17%

-Nenhum: 1%

-Não sabe: 17%

 

Quantos dias mais deveria durar o isolamento?

-Até 10 dias: 9%

-De 11 a 15 dias: 16%

-De 16 a 20 dias: 6%

-De 21 a 30 dias: 23%

-31 dias ou mais: 23%

-Nenhum: 6%

-Não sabe: 17%

 

Com informações do portal G1/Bem Estar

O que você achou?

Escrito por CidadeSorocaba

Coronavírus: Brasil tem mais de 11 mil casos confirmados

Páscoa 2020: CNC estima queda histórica de vendas